Perder respeito nem de brincadeira

shutterstock_113965345Hoje falaremos sobre o quanto faltar respeito não pode acontecer nem de brincadeira. É verdade, nem de brincadeira. Tem acontecido, tem aparecido o palavrão, o chato, o xingamento, o tapa, o “xiu”, e muitas outras variações que, por estarem no contexto do brincar, obviamente naquele momento, não possuem a carga do desrespeito, mas acreditem: essa liberdade atingida no momento da brincadeira pode ser difícil de controlar numa outra situação de birra, fúria ou raiva. Por isso, mesmo na brincadeira, não aceitem a falta de respeito. Cuidem para que o respeito seja sempre o caminho por onde a comunicação acontece.

Falta de respeito, nunca

Momento nenhum é momento de se admitir a falta de respeito; nem das crianças para nós, nem de nós para as crianças. Essa é uma postura que vai escorrendo pelos dedos devagarzinho e, de repente, toma conta da relação. Administrar essa liberdade para as crianças é muito mais difícil porque ela ainda está em processo de aprendizado de tudo isso. Sendo assim, vamos cuidar para que a brincadeira seja brincadeira, no respeito, no amor, na alegria e no encontro. Será muito mais legal.

Com carinho e muito respeito sempre!

Dani

 

Posts relacionados

Deixe um comentário

Your email address will not be published.