O que não fazer a respeito da masturbação infantil

Esse vídeo vem falar mais um pouco desse processo de autodescoberta – o nome dado é “masturbação”, mas poderíamos chamá-lo assim. A criança vive esse apropriar do seu corpo desde o dia em que nasce e isso é extremamente saudável. Ela vive relações de prazer em muitos momentos: quando se alimenta, depois que se alimenta, numa brincadeira onde está plena e realizada, quando está alegre, depois de dançar ou correr e assim por diante.

A palavra “masturbação” assusta, pois colamos imediatamente essa palavra ao mundo adulto e à masturbação adulta, que possui intenção, objetivo e prazer voltado à realização do prazer sexual. A criança vive essa descoberta de outro ponto de vista, completamente diferente: o ponto de vista de criança. Leve, sem intenções, com muito menos objetivo sexual. A autodescoberta passa a fazer parte da sua vida, assim como deixa de fazer parte, pois não é algo consciente e intencional como no mundo adulto. É exatamente o olhar adulto que promove tanta confusão e desconforto para as crianças.

Volto a dizer: elas precisam sempre de nossa orientação. Somos a margem do rio que faz crescer, mas precisamos reconhecer o fluxo vivo da água seguindo, crescendo, da criança se percebendo e se conhecendo. De modo algum incentivar, tocar a criança ou estimular a autodescoberta – isso é crime – mas sim ajudar a criança que está vivendo esse processo natural a compreendê-lo e vivê-lo de forma saudável. Estamos aprendendo juntos e isso é precioso demais, o que pede, muitas vezes, que toquemos nossos corações e olhemos o mundo sem toda a carga adulta.

Cuidados especiais

O abuso e a pedofilia pedem cuidados e, nessa autodescoberta saudável, podemos, inclusive, ensinar às crianças o quanto o corpo é sagrado, só dela e ninguém mais tem o direito de tocá-lo, mas penso que somente na relação saudável familiar e com o próprio corpo esse respeito tão fundamental será realidade.

Com carinho

Dani

Posts relacionados

Deixe um comentário

Your email address will not be published.