O perigo do segredo!

Acredito que todos nós já passamos por aquela imensa dúvida do que, como e se falamos determinados assuntos com nossos filhos. Normalmente assuntos difíceis para nós que também lhes dizem respeito. Há uma gama imensa e variada deles. Separações, perguntas sobre a vida, a própria história, dificuldades financeiras, relacionamento dos pais, adoção ou mudança de cidade ou escola.
São momentos extremamente delicados e importantes. As crianças sentem tudo: nossa vibração, nossa segurança ou insegurança, nosso olhar e nossa verdade. Por mais difícil que seja a verdade adaptada à idade da criança é sempre o melhor caminho. Falo adaptada porque nunca podemos nos esquecer de que estamos falando com uma criança. Para isso acontecer de forma mais tranquila, antes da conversa, se lembre da sua criança, se coloque neste lugar. Depois abra seu coração.
Quando criamos um segredo, junto a ele carregamos uma tensão que persiste sempre. As crianças, perspicazes e inteligentes que são, sentem essa pressão e imediatamente passam a receber desta relação uma interrogação. Como se soubessem que algo não está se encaixando, de que algo está estranho. ”Toda vez que esse assunto aparece vejo meus pais nervosos ou inquietos”, pensam elas. A criança passa a criar possíveis respostas para esse segredo, o que a deixa insegura e desconfortável em muitas questões da sua vida. Chega a pensar que todo esse desconcerto dos pais é responsabilidade dela. Não vale a pena e realmente é o caminho mais longo e mais destrutivo. O segredo distancia, amedronta, traz a dúvida. O cuidado com a verdade, por mais doida que seja, aproxima, acalma, põe os pés no chão, traz a certeza de poder confiar sempre nesta relação.

Todos juntos no mesmo barco

A verdade, seja ela qual for, ainda é a verdade. Isso exige de nós, pais, sermos honestos conosco e com nossos pequenos. É importante que saibamos que quando falamos a verdade com calma e amor, as crianças recebem antes das palavras essa calma, amor e recebem calor humano. A notícia em si passa a ser cuidada deste lugar e toda essa vivência constrói ainda mais proximidade, troca e a certeza de que estamos todos juntos no mesmo barco.
A criança passa a viver a noção de time, de estarmos realmente juntos em todos os momentos e, de que ela é parte integrante deste todo em que vive, podendo compartilhar e expressar suas emoções. Depois disso, normalmente recebemos opiniões, posturas e atitudes incríveis destes pequenos sempre nos trazendo a enorme possibilidade real de aprendermos com eles.
Precisamos de uma pitada de coragem e a certeza de que o segredo dói, machuca, distancia. A verdade, pelo contrário, ensina a lidar com a vida real, traz maturidade e a oportunidade de descobrirmos juntos novos caminhos.

Com carinho e gratidão.

Daniella

Posts relacionados

Deixe um comentário

Your email address will not be published.