Eu já tentei de tudo. E agora?

Sabe quando já tentamos de tudo? Tenho lido tantas mensagens, recebido tantos pedidos com essa frase que resolvi fazer esse vídeo.

Muitos tentaram os gritos, os tapas, os castigos, tentaram conversar, de tudo um pouco e as queixas de que as coisas não melhoram, de as crianças não melhoram, permanece. Será que se olharmos para a nossa relação, será que se ouvirmos, considerarmos as crianças (o que não significa atendê-las), não poderemos mudar essa dinâmica? Quando consideramos que o problema está no outro, ou em nós, e abrimos mão de nos encontrarmos ali, no aqui e agora e de ouvirmos o outro simplesmente, de coração aberto, perdemos a oportunidade de conhecer o outro, de construir com o outro uma saída possível para determinada situação.

Experimente sair do julgamento, tanto consigo mesmo quanto com as crianças, e procure encontrar, ouvir, considerar e ver como seria possível encontrar num lugar onde tanto a criança quanto você estariam considerados. Quando encontramos as crianças com essa postura e intenção, acreditem, nossa relação, nosso sistema se transforma por completo e nosso dia a dia também.

Com carinho

Dani

Posts relacionados

Deixe um comentário

Your email address will not be published.