Expectativas

Expectativa

Qual a medida exata desta palavra em nossa vida? Acredito que a forma mais saudável de lidarmos com ela é permitir um constante questionamento sobre o seu real significado.

Isso porque, enquanto nossas expectativas estão voltadas para a realização das nossas próprias vidas, a carga, a leveza, a alegria e a decepção são somente nossas. O problema maior ocorre quando nossas expectativas dirigem-se ou estão depositadas na vida de outras pessoas, principalmente na vida dos nossos filhos que, ainda crianças, terão que carregar uma carga bastante pesada na tentativa de concretizá-las. Com este peso extra, todas as suas realizações, desejos e metas de vida poderão perder sua importância, o que pode acarretar numa autoestima negativa, ausência de autorrespeito e de valor próprio.

A conscientização dos pais a este respeito é uma importante ferramenta para o controle de suas expectativas com relação aos filhos. Num primeiro momento, observe seu filho e procure identificar quais são as suas expectativas com relação a ele. Depois, por mais que as respostas sejam difíceis, reflita sobre estas questões: Por que espero isso do meu filho? De que forma me satisfaz? Que finalidade tem? Por último, reflita sobre tudo isso, verificando se esta expectativa condiz com a idade, personalidade, temperamento e educação do seu filho.

Com as respostas em mãos, os pais poderão alcançar ou chegar bem perto da exata medida do que é uma expectativa realista para os filhos. Deste modo, vivenciarão o quanto são capazes, importantes e respeitados por aquilo que são. Sua autoestima estará protegida e sendo construída de forma extremamente positiva.

Expectativa alta ou rígida demais leva a criança, na maior parte do tempo, a sentir-se incapaz e desvalorizada, já que tem de realizar algo que não está ao seu alcance, de que não gosta ou mesmo de que não atende o seu jeito de ser. Poderíamos pensar na ausência de expectativa como uma saída mais fácil, porém, é tão destrutiva quanto aquela alta ou rígida demais. Ao não possuir expectativa alguma com relação ao seu filho, a mensagem transmitida é de que ele não tem importância ou relevância para você, ou mesmo de que você não espera nada dele. Diante disso, ele provavelmente pode não se sentir amado.

A expectativa realista na qual separamos aquilo que nos satisfaz daquilo que pode ser realizado e almejado para os nossos filhos é atingida com muita disponibilidade para conhecê-los, auto-observação e com a ampliação da nossa consciência, além de um amor incondicional por este SER. Agindo assim, certamente estaremos criando pessoas mais felizes e bem sucedidas.

Posts relacionados

Deixe um comentário

Your email address will not be published.