Comparação

shutterstock_142466296No vídeo de hoje, falaremos da comparação entre as crianças e o quanto essa atitude pode atrapalhar no processo de educação. Quando comparamos as crianças com o processo de outra criança, nós a tiramos de seu ponto referencial e a levamos para o ponto referencial do outro. Esse outro pode ser um irmão, amigo da escola, um primo, etc.. A criança, quando comparada ao invés de buscar recursos internos e perceber sua própria capacidade, fica presa nessa referência externa do que deveria ser ou conseguir e perde contato com seu interior, com seus próprios recursos – ao passo que, quando comparamos a criança com ela mesma, quando mostramos a criança o quanto ela mesma já foi capaz de superar momentos difíceis, mostramos o quanto há recurso para viver a caminhada e aprender com ela. Mostramos o quanto é única e está aprendendo também de modo particular, só seu.

Por que comparamos?

Comparamos com o outro porque pensamos estar estimulando quando, na verdade, estamos colocando nossas crianças longe delas mesmas, nesse momento tão importante de aprendizado sobre elas mesmas. Estimular é mostrar que cada conquista depende de empenho e dedicação e que esse processo é natural e acontece todos os dias em suas vidas vivas.

Com carinho

Dani

 

Posts relacionados

Deixe um comentário

Your email address will not be published.