Como lidar com a exigência de perfeição desse mundo virtual?

Perfeição do mundo virtual

Redes sociais, fotos, poses, sorrisos, alegria constante e uma vida regada a felicidade. Parece que há somente isso quando olhamos as nossas redes sociais, não é mesmo? Mas a responsabilidade dessa ausência de contato não é da internet, das redes sociais, parece, mas não é. Somos nós que nos escondemos de nós mesmos atrás desses aparatos, desses disfarces de nós mesmos.

Fazemos isso com um objetivo lindo, nos mantermos realmente felizes, ficados na felicidade. Mas nos esquecemos de algo valioso, algo precioso para vivermos a felicidade real, sem a tristeza, sem a dor e o desconforto dentro de nós não temos contraste.

É capaz que nossa percepção do que estamos vivendo se perca internamente e que apenas a resposta externa prevaleça às nossas sensações e sentimentos. Isso até já parece estar acontecendo quando, mesmo tristes, mal, chateados precisamos melhorar, voltar a sorrir rapidamente, custe o que custar para nos sentirmos parte de novo.

A judiação dessa postura é que nos encontramos todos no conforto e na alegria, mas nos encontramos muitas vezes tão vazios de nós mesmos e tão necessitados do reconhecimento do outro que o aplauso ou o amor do outro passa a ser o foco de toda a nossa movimentação.

A que custo?

A qualquer custo, mesmo que custe você. As redes sociais só nos escancaram a vida que temos vivido como pessoas, como pais, mães, filhos e como e o que temos de fato valorizado.

Como tenho dito em outros vídeos e trabalhado profundamente no www.educacaoinfantilonline.com , a dor, o desconforto fazem parte de quem você é. Chegam e sempre chegarão, que bom, trazendo riquíssimas informações sobre você, seu contorno, como você tem tratado a você mesmo e aos outros. Recebi essa pergunta: Como faremos para educarmos nossas crianças quando nesse mundo digital a mensagem passada dita a regra da perfeição? A internet, as redes sociais apenas intensificaram uma dificuldade humana antiga nossa, entrarmos em contato com a dor e o desconforto.

Nos aceitarmos inteiros. Quando trabalhamos esses aspectos em nós poderemos olhar para nossas crianças desse lugar de acolhimento e amor. Reconhecendo a sua inteireza, autenticidade, presença e sentimentos perante as experi6encias que se apresentam na vida. Vamos? Que aprofundar esse tema e tocar nessa linda possibilidade de se reconhecer integralmente?

Vamos nos encontrar!

Beijo Dani

Participe do meu curso

Home

Quer participar deste vídeo , me envie um email para Dani@daniellafaria.com.br com a sua pergunta e a sua disponibilidade de horário para nos falarmos.

Agora você pode ter todos os vídeos Conversa com Criança em seu celular. É grátis.

Iphone : http://bit.ly/1v132jv
Android: http://bit.ly/18olVl6

Interessada(o) em meu livro “Conversa com Criança: Presença – Caminho” acesse: http://bit.ly/1tkE4l0

Posts relacionados

Deixe um comentário

Your email address will not be published.